escuro

Brasileiro tem bom domínio digital, mas ainda precisa avançar, aponta índice

Apesar da vocação para o mundo digital e o potencial que tem de usá-lo para gerar novas oportunidades e renda, o brasileiro ainda precisa evoluir mais na interação com a internet e outras tecnologias. Eis a principal constatação do Digital Skills Index – Índice de Habilidades Digitais, elaborado pelo Google e pela McKinsey para mapear as habilidades do brasileiro no uso de ferramentas e tecnologias digitais.

O índice geral de maturidade digital do brasileiro esta hoje em 3,0. Segundo a pesquisa, essa nota reflete que o brasileiro domina hoje muito bem as habilidades mais básicas, relacionadas a acesso, mas ainda tem grandes lacunas em competências mais técnicas, como o uso das ferramentas para a produção de conteúdo e programação.

Na composição do índice, foram consultadas 2.477 pessoas, das classes A-D, em 28 cidades do país, para avaliar o seu nível de conhecimento digital em cinco áreas, em uma escala de 0 a 5: acesso, uso, segurança, cultura digital e criação.

Resultado por área

No item acesso, a nota ficou em 3,5, mostrando que o brasileiro tem conhecimento em ligar e desligar aparelhos e facilidade de navegar na internet, mais ainda não domina o uso de comomando de voz, além de não saber configurar softwares.

O uso ficou com nota 3,4, com bom domínio no emprego de aplicativos de mensagem e buscadores, mas é preciso avançar em pontos como armazenamento de dados e transações online.

A segurança levou nota 3,4%, tendo como pontos positivos os cuidados com dados e informações pessoais e saber identificar phishing. O ponto fraco ficou com a dificuldade para identificar sites seguros e ameaças como malware.

No item cultura digital, o brasileiro alcançou mota 3,o, mostrando vocação para experimentar o novo e também acompanhar reviews de lançamentos. O ponto negativo ficou pelo modo de aprendizagem, baseada na tentativa e erro, além da tomada de risco no uso de novas tecnologias.

Criação ficou com a nota 1,8, o que aponta que o brasileiro sabe criar e desenvolver apresentações e editar vídeos. No entanto, ainda não entende e não sabe aplicar conceitos de machine learning e sistemas de dados.

Impacto na geração de renda

Quem tem um maior nível de digitalização está cinco vezes mais propenso para aplicar este domínio em um trabalho online, além de ter duas vezes mais de chance de contratação. O nível de digitalização, de acordo com a pesquisa, reflete diretamente na geração de renda e no desenvolvimento sócio-econômico do Brasil.

O índice aponta ainda que, numa escala maior, todas as competências digitais combinadas podem ter um impacto de até R$ 380 na renda mensal de um trabalhador, o equivalente a quase 40% do salário mínimo. Segundo o levantamento, o desenvolvimento dessas competências digitais tem o potencial de adicionar cerca de US$ 70 bilhões ao PIB até 2025.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share