Siga-nos

Soluções sob medida para o mercado

Chatbot

Soluções sob medida para o mercado

Desenvolver chatbots sob medida para atender as demandas dos clientes. É com essa proposta que o SiDi (Instituto Tecnológico de Campinas) quer ganhar terreno na área de inteligência artificial. Com a maior procura por esse tipo de tecnologia, a estratégia do instituto busca abrir uma linha de frente nos setores automotivo, de agronegócio e de energia. Hoje, o SiDi já atende clientes das áreas de varejo e de telecomunicações.

“Há uma demanda muito forte por projetos nessa área e isso em todos os setores”, observa Gustavo Camargo, da área de Desenvolvimento Corporativo do SiDi, que hoje tem um time multidisciplinar capaz de atender as variadas demandas do mercado.

O SiDi não possui um produto de prateleira ou uma plataforma específica para criação de chatbot. O trabalho envolve entender o que os clientes precisam para o negócio, desenhando para ele uma solução sob medida.

“Trabalhamos para entender a necessidade individual de cada projeto. O objetivo é ajudar nossos clientes com a sua demanda específica”, explica Camargo, que vê um grande potencial para o aumentar o número de clientes do portfólio do instituto.

Segundo o especialista Christopher Shulby, o objetivo do trabalho do SiDi é mostrar como a tecnologia consegue aprimorar a experiência da empresa com o cliente. Para ele, nos próximos dois a três anos, a grande maioria das companhias vão partir para a utilização de chatbots.

E motivos não faltam para isso acontecer. Dados de mercado mostram que 96% das empresas acreditam no potencial do chatbot e que 75% delas planejam construir algum tipo de chatbot para seus negócios.

“É uma solução que ajuda a reduzir custos operacionais e traz ganhos de eficiência”, ressalta o especialista do SiDI, que em 2017, tornou a inteligência artificial um dos pilares do seu negócio. Os outros são a criação de soluções tecnológicas; o desenvolvimemto e implementação de serviços para nuvem; e a segurança cibernética.

O aumento da demanda pela implementação de chatbots, além de outros serviços, levou o instituto a abrir 40 vagas, das quais 25 para o desenvolvimento de soluções voltadas para a tecnologia de inteligência artificial.

No mercado desde 2004, o SiDi conta, atualmente, com uma equipe de 300 profissionais, dos quais cerca de 50 voltados para o desenvolvimento de soluções de inteligêndcia artificial.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Chatbot

Topo