Siga-nos

Recarga de passagens via Google Assistente

Assistentes de Voz

Recarga de passagens via Google Assistente

A Onboard Mobility só depende da homologação da SP Trans para oferecer essa alternativa para a população de São Paulo

Os usuários de transportes públicos de São Paulo terão, em breve, sinal verde para fazer a recarga dos bilhetes via Google Assistente. A Onboard Mobility só depende da homologação da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SP Trans) para oferecer essa alternativa de compra de passagens pelo assistente de voz.

Segundo Luiz Renato Mattos, CEO e Co-founder da Onboard Mobility, a solução já está desenvolvida e publicada no Google. Agora, só é preciso fazer alguns ajustes finos para atender a mais roteiros de interação, venda, atendimento e horários de ônibus.

“A ideia é incorporar novos serviços. A parte de desenvolvimento é coisa de poucos meses, de um a dois meses. Por se tratar de um serviço público, a dependência fica por conta da homologação”, explica o executivo da Onboard Mobility, que em abril do ano passado criou um chatbot, o Bipay, para a recarga dos cartões de transportes.

Luiz Renato conta que o objetivo de usar a tecnologia de voz é dar mais acessibilidade a uma parcela da população. Então, foi aí que a empresa decidiu levar a solução para o Google Assistente, buscando atender, por exemplo, as pessoas que não sabem ler ou com deficiência visual.

“Vimos que embora estivesse criando uma solução assertiva, não estava atendendo uma parcela da população. Daí veio a decisão de lançar a recarga por meio de voz”, observou. O executivo vê a comunicação por voz como uma forma de facilitar que as pessoas utilizem a solução.

Sem quer fazer previsões sobre a adoção do novo recurso, Luiz Renato está otimista, afinal, como costuma brincar “a pessoa vai poder fazer a recarga até mesmo correndo atrás do ônibus”. Ele conta que, atualmente, a recarga online corresponde a 6% do movimento da SP Trans.

“O objetivo é conseguir trazer uma parcela significativa para um canal novo, com uma solução que é nativa do celular da pessoa”, ressalta Luiz Renato. “Assim, consegue-se oferecer o serviço para mais gente, pois a pessoa não depende de uma conta em uma rede social”, acrescenta.

O Bipay, chatbot da empresa para recarga de cartões de transporte lançado em abril do ano passado, responde, hoje, por 10% do volume transacionado em canais digitais pela empresa. Nesse período, conta o executivo, a solução, que utiliza o Facebook, já vendeu mais de 40 mil passagens dos transportes públicos de São Paulo.

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Assistentes de Voz

Topo