Siga-nos

Smart speakers: Amazon vende mais no terceiro trimestre

Hardware

Smart speakers: Amazon vende mais no terceiro trimestre

Volume vendido chegou a 10 milhões. No mundo, foram vendidos 28,6 milhões de unidades

As vendas no mercado de smart speakers chegaram a 28,6 milhões de unidades no terceiro trimestre deste ano, com crescimento de 44,9%. A Amazon atingiu a marca de 10,4 milhões de unidades vendidas no período, seguida pelo Alibaba (3,9 milhões), Baidu (3,7 milhões), Google (3,5 milhões) e Xiaomi (3,4 milhões), segundo dados divulgados pela Canalys.

“A Amazon introduziu o Echo Upgrade Program para incentivar os usuários a trocar alto-falantes inteligentes antigos Echo ou non-Echo Bluetooth para aumentar ainda mais a penetração do dispositivo Echo na casa”, justificou Jason Low, analista sênior da Canalys.

O resultado da Amazon, de acordo com o relatório, representou um crescimento de 36,6% na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, e de 65,9% no período de um ano. No caso do Google, a evolução ficou em 12,3% entre os trimestres, e de -40,1% no espaço de 12 meses.

As vendas da Alibaba e Baidu, na comparação dos dois trimestres, evoluíram 13,6% e 13,1%, respectivamente, e 77,6% e 290,1% no ano.

“O ambiente desafiador de varejo e o declínio das remessas obrigaram o Google a buscar parcerias, como o Spotify, para impulsionar as vendas por diferentes canais. Também estamos vendo tendências de colaboração semelhantes na China, onde o Alibaba alavancou seu relacionamento de varejo e recursos de canal para executar parcerias inteligentes”, observou Low.

Segundo o relatório da Canalys, a categoria de display inteligente cresceu 500% globalmente, atingindo 6,3 milhões de unidades no terceiro trimestre de 2019, configurando-se como uma categoria-chave.

“O monitor inteligente Echo Show 5 contribuiu significativamente para o sucesso da Amazon no terceiro trimestre, representando 16% das remessas globais da Amazon e se tornou o mais vendido monitor inteligente de todas as marcas”, contou Cynthia Chen, analista da Canalys.

Para ela, apesar do display inteligente ganhar importância nas estratégias dos fornecedores, a sensibilidade ao preço ao consumidor e os casos de uso práticos continuam sendo os principais desafios a serem resolvidos para esse tipo de dispositivo.

“Dispositivos de baixo preço são fatores vitais para o crescimento dos monitores inteligentes e espera-se uma competição acirrada antes da temporada de compras no quarto trimestre”, acrescentou Low.

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Hardware

Topo