Siga-nos

Amazon quer Alexa no controle da casa toda

Casa Conectada

Amazon quer Alexa no controle da casa toda

Das portas aos utensílios domésticos, empresa coloca a Alexa como hub para integrar os dispositivos inteligentes de uma residência

O ecossistema da casa conectada está cada vez mais na mira da Amazon. A empresa trabalha para fazer da Alexa o hub para integração dos dispositivos inteligentes de uma residência. De portas e persianas a utensílios domésticos como panela de pressão, a ideia é que a assistente de voz faça o controle de tudo. Ou seja, fique responsável por toda a automação residencial de um ambiente.

A Amazon já disponibiliza para os desenvolvedores uma série de recursos de controle de dispositivos inteligentes, incluindo extensões semânticas, modos de cozimento e sensores de inventário. Atualmente, os desenvolvedores podem mapear um dos três blocos de construção – alternância, alcance e modo – para modelar a funcionalidade de válvulas de água, armários, gavetas, portas de garagem, portões, cortinas, persianas, toldos, entre outros acessórios.

Quatro extensões semânticas suportam expressões que usam os comandos “abrir”, “fechar”, “aumentar” e “abaixar”, que, segundo a Amazon, são algumas das maneiras mais naturais de os clientes da Alexa falarem com os aparelhos.

Uma das soluções disponíveis, por exemplo, é o Cooking API, pelo qual os clientes da Alexa podem controlar fornos convencionais, panelas de pressão, cafeteiras, torradeiras, panelas lentas, entre outros equipamentos, por voz.

Aparelhos selecionados – incluindo os fornos GE Appliance, June Ovens e Traeger Grills – permitem que os chefs de cozinha verifiquem o progresso e a temperatura da cozinha, e 40 novos modos permitem especificar tipos e técnicas de cozimento, como fritar e cozinhar sob pressão.

Além disso, os desenvolvedores agora podem permitir que os usuários da Alexa definam a temperatura de um dispositivo sem especificar uma duração ou cozinhem alimentos até atingir uma determinada temperatura interna.

Sensores de inventário

Em um evento esta semana, a Amazon fez o lançamento oficial de sensores de inventário ou qualquer dispositivo doméstico inteligente conectado que use um produto consumível ou tenha peças de reposição.

Com isso, a Alexa pode informar aos clientes quando os suprimentos usados ​​pelo dispositivo (por exemplo, uma impressora, termostato, escova de dentes, máquina de lavar roupa, lava-louças ou aspirador de pó) estão acabando ou as peças precisam de substituição, e facilitar os pedidos pelo serviço de reabastecimento de Dash da Amazon.

A Amazon tem motivos para se dedicar às integrações de dispositivos domésticos inteligentes com a Alexa. A expectativa é que as vendas desses tipos de aparelhos tenham um aumento de 26,9% em relação ao ano anterior, passando para 832,7 milhões de unidades até 2020 e atingindo 1,6 bilhão de unidades até 2023.

Uma recente pesquisa do Dashbot revelou que 75% dos entrevistados usam assistentes de voz como Alexa pelo menos uma vez por dia; e 23% dizem que controlam dispositivos domésticos inteligentes com seus assistentes. Desse grupo, 63% utilizam assistentes de automação residencial várias vezes ao dia.

Fonte: Venturebeat

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Casa Conectada

Topo