escuro
Robô do Google ganha versão para Google Assistente

Robô do Globo e Extra sobre coronavírus ganha versão para voz

Chatbot recebe, agora, consultas pelo Google Assistente para tirar dúvidas sobre a doença. Iniciativa envolve a Editora Globo e a Agência Benext

Além dos cuidados básicos com a higiene das mãos, os objetos e o isolamento social, a guerra contra o coronavírus (COVID-19) tem um grande aliado: a informação confiável, de qualidade e rápida. O robô Tira-dúvidas dos jornais o Globo e Extra ganhou, agora, uma versão para consultas via assistente de voz com um rico conteúdo sobre os cuidados com a doença. Os assistentes estão disponíveis pelo Google Assistente.

Fruto de uma parceria entre a Editora Globo e a Benext, agência especializada em desenvolver assistentes de voz para empresas e marcas, os assistentes de voz dos dois veículos trazem informações sobre o que é o coronavírus, seus sintomas, como é a transmissão, os cuidados com a prevenção, como é tratamento, os grupos de riscos, os serviços de utilidade pública, o que é boato ou verdade e um podcast para as pessoas ficarem em sintonia com o problema, que já vitimou mais de sete mil brasileiros.

Segundo Ana Selvatici, gerente de Marketing e Inovação da Editora Globo, um dos motivos para criar a versão em voz do robô foi a vontade de fazer produtos com interface de voz por acreditar que essa tecnologia aproxima o leitor.

“Essas interfaces de voz tornam a informação mais acessível e compreensível para a população em geral. E o tema coronavírus é um assunto que deve chegar a todo mundo”, explica, citando um outro fator, que foi a proximidade com a Benext, com quem já vinha conversando sobre outros projetos baseados na tecnologia de voz.

Além da acessibilidade, Ana Selvatici destaca outras vantagens de desenvolver a versão do robô para o Google Assistente. Para ela, esse novo formato pode atingir e engajar mais pessoas, com uma interação mais natural com o público.

“Não fizemos um robô com voz de robô. Por isso, buscamos humanizar usando a voz de dois jornalistas da nossa redação. Esse contato mais próximo e personalizado com o leitor para a gente é muito importante”, explicou a gerente da Editora Globo, lembrando que a versão não é estática, mudando à medida que as informações forem checadas.

Enio Santiago, Head Comercial da Benext, avalia que, neste momento de pandemia, o acesso à informação via voz contribui para conscientizar as pessoas pelas facilidades trazidas por esse tipo de tecnologia.

“Com certeza, os assistentes vão estimular a procura por informação, de maneira simples, acessível e intuitiva, criando também uma experiência diferente por voz. Veja aí o fenômeno do WhatsApp, que mostra que a dificuldade não é falar”, comentou Santiago, destacando o lado de utilidade pública do projeto.

Informação e utilidade pública

A parte de utilidade pública é um dos destaques dos assistentes. Nesta seção, é possível ter uma série de informações, como os hospitais e unidades de saúde mais próximos, telefones úteis e a situação dos serviços – transportes, comércio, bancos etc – no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Outro atrativo fica por conta do jogo “Verdadeiro ou Falso”, uma espécie de versão do “fato ou fake” para tirar outras dúvidas das pessoas sobre o coronavírus, neste momento em que existe um mar de informações duvidosas sobre a pandemia.

Os assistentes do Globo e do Extra vão funcionar pelo Google Assistente, plataforma de voz do Google, disponível em mais de 100 milhões de smartphones no país e alto-falantes inteligentes. Para usar, a pessoa só precisa pressionar o botão home do seu celular Android e dizer “Falar com jornal O GLOBO” ou “Falar com jornal Extra”. Para usuários de iPhone, é só baixar gratuitamente o app Google Assistente na App Store e usar o mesmo comando de voz.

Também será possível acessar os robôs nos sites dos dois jornais, onde, em pouco mais de um mês no ar, já somaram quase 40 mil visualizações de página. Basta apontar a câmera do celular para o QR Code ou acessar globo.globo.com/coronavirus ou extra.globo.com/coronavirus.

Parceria

A conversão do robô Tira-Dúvidas em assistente de voz é o primeiro projeto feito em parceria entre as duas empresas. Ana Selvatici considera de extrema importância a parceria com a Benext, que “sempre se mostrou preocupada em ajudar os jornais a disseminar informação por meio da tecnologia de voz”. “Foi muito bom ser procurada pela Benext, que não se aproveitou da situação e entrou no jogo junto com a gente para disseminar a informação de qualidade por esse novo canal”, comentou.

A expectativa é que, no futuro, a combinação de conteúdo, prestação de serviços e ações promocionais e tecnologia de voz gere novos projetos entre as duas empresas, estimulando o acesso à informação por esse tipo de interface. A gerente do Infoglobo considera manter essa parceria com a Benext outros projetos.

“Uma vez que a interface de voz seja firmada como canal de mídia, a gente entende que deva ser aplicada a todo e qualquer outro projeto quando cabível”, observou.

Para Santiago, da Benext, esta parceria abre caminho para gerar novos negócios de voz, tanto para o Globo quanto para o Extra, por conta do volume e qualidade dos conteúdos gerados. “A nossa relação é muito transparente. A gente se complementa. É muito conteúdo que pode ser transformado em um negócio de voz, com distribuição de uma forma diferente. Ou seja, um canal de voz direto para vários conteúdos”, comentou.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share