Siga-nos

Benext e Grow vão trabalhar juntas para criar voice games

Assistentes de voz na mira de reguladores da Europa

Assistentes de Voz

Benext e Grow vão trabalhar juntas para criar voice games

Empresas lançarão nos próximos meses versões de tradicionais jogos, como Master e Perfil, no Google Assistente e Alexa

A Benext, empresa 100% focada no desenvolvimento de assistentes de voz, fechou um acordo de exclusividade com a Grow para lançar nos próximos meses uma série de voice games com jogos de tabuleiro, como os tradicionais Master, Perfil e Imagem & Ação, nas plataformas do Google Assistente e Alexa, da Amazon.

A criação de jogos por voz é uma das tendências apontadas por Manuel Bronstein, VP Product Google Assistant, para a evolução do mercado de voz no mundo. No Brasil, os assistentes de voz começam a fazer parte do dia a dia das pessoas e também de grandes marcas, e os jogos estão entre os assuntos mais procurados pelos usuários brasileiros.

“O mercado de voz vem crescendo numa velocidade exponencial. Acreditamos que as empresas, de fato, vão começar a investir em assistentes de voz para se relacionar com os seus consumidores. Uma dessas formas é por meio dos voice games. O acordo é importante, pois coloca uma empresa tradicional como a Grow no mundo dos assistentes de voz e da inteligência artificial”, comentou Daniel Deivisson, CEO da Benext.

Tradicional por fazer as pessoas interagirem no mundo físico, a Grow trilha o caminho do pioneirismo na parte de jogos ao entrar no mundo da voz. Segundo Marcelo Rovai, diretor geral da Grow, a parceria com a Benext, faz parte da estratégia da empresa de ter suas marcas também no segmento digital.

“Achamos fundamental essa parceria porque coloca a empresa e nossas marcas no mercado de voz, que ainda está no início, mas tem um potencial gigante. É uma tendência e isso vai evoluir”, avalia o executivo da Grow.

Só para ter uma ideia do potencial do mercado brasileiro, no ano passado, a base de usuários ativos do Google Assistente dobrou. O Brasil é o terceiro que mais usa o assistente de voz, valendo-se, principalmente, de uma base já instalada de mais de 160 milhões de smartphones que carregam o assistente de voz de forma nativa. No mundo, o Google Assistente contabiliza 500 milhões de usuários ativos por mês.

O potencial do mercado brasileiro também atraiu outros gigantes. Um deles é a Amazon, que em outubro do ano passado, lançou a versão em português da Alexa. No período, já superou as marcas de 1 mil skills e a integração da Alexa em 330 dispositivos, como TVs, lâmpadas e equipamentos de segurança.

As skills de jogos, como Akinator e Show do milhão, estão entre as mais acessadas pelos usuários brasileiros. No país, a Amazon já lançou uma série de smart speakers para que o usário interaja com a assistente de voz, como o Echot Dot, o Echo Dot Show e o Echo Studio.

A mais recente a chegar ao mercado foi a Bixby, a assistente de voz que a Samsung quer embarcar em todos os dispositivos que fabrica, como smartphones e TVs. Em cinco meses, a Bixby já tem 35 cápsulas (voice apps), destacando os cases do Uber e do Ifood.

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Assistentes de Voz

Topo