Siga-nos

Julio Sgarbi, da Huawei: Visões do futuro

Voz do Expert

Julio Sgarbi, da Huawei: Visões do futuro

Relatório Global Industry Vision, da Huawei, aponta 10 megatendências tecnológicas para 2025

O uso das tecnologias inteligentes, em todo o canto do mundo, conquista espaço em todas as indústrias. Com base no desenvolvimento tecnológico e industrial, o Global Industry Vision (GIV), elaborado pela Huawei, aponta 10 megatendências para 2025.

Inteligência artificial, tecnologia 5G, computação na nuvem, bots e zero busca estão na lista das megatendências. O relatório, por exemplo, prevê que 90% dos donos de dispositivos inteligentes usarão assistentes pessoais inteligentes, e que a taxa de penetração global dos robôs domésticos chegará a 14%.

“A inteligência artificial participa de praticamente todas as megatendências, pois é a que está se desenhando mais fortemente”, destaca Julio Sgarbi, diretor de Consultoria da Huawei Brasil, nesta entrevista exclusiva ao NewVoice.ai.

NewVoice.ai – Quais os critérios adotados para apontar essas 10 megatendências para 2025?

Julio Sgarbi – A Huawei tem esse trabalho de análise de mercado já há algum tempo, produzindo relatórios sobre o desenvolvimento das telecomunicações e das tecnologias. Nesse trabalho, a empresa usa informações de mercado de relatórios próprios e de terceiros, uma vez que atua com operadoras de várias partes do mundo. Assim, analisa várias verticais (indústrias). Com base nessas informações, fez um modelo de análise sobre o que aconteceria em 2025, se a gente continuar com esse desenvolvimento da tecnologia dos últimos anos.

NewVoice.ai – A inteligência artificial é o pilar dessas tendências?

Julio Sgarbi – Sim. Posso dizer que a inteligência artificial participa de praticamente todas as tendências, pois é a que está se desenhando mais fortemente. A tecnologia 5G também começa a se desenvolver, igual a outras como a Realidade Aumentada e a Realidade Virtual.

NewVoice.ai – Como elas estão moldando a forma de a pessoas se relacionarem ou de as empresas fazerem negócios?

Julio Sgarbi – A inteligência artificial por si só não consegue moldar os negócios. A IA evoluiu muito agora por conta das outras tecnologias que acabam ajudando a ela. Por exemplo, a casa inteligente começa a ganhar força agora, e a tecnologia é importante para desenvolver todo o seu ecossistema para fazer com que a IA atue.

NewVoice.ai – Qual é o grau de disrupção que essas 10 megatendências podem trazer?

Julio Sgarbi – Isso vai depender muito de como se consegue criar o ecossistema. A partir do momento em que se cria isso, dando aos atores a capacidade de gerar e receber informação, a inteligência artificial consegue trabalhar. Ou seja, o mais importante é a criação desse ecossistema, o que vale para todas as tecnologias, com a rede 5G.

NewVoice.ai – Que impacto a rede 5G vai trazer para toda a modelação dessas tecnologias e de seus usos?

Julio Sgarbi – Hoje, o 5G está moldado para a frequência de 3,5 GHz, mas poderia atuar em outras faixas. Independente da frequência, vamos cair novamente na questão da necessidade de desenvolver um ecossistema. A operadora sozinha não consegue fazer isso. É preciso ter parceiros para criar este ecossistema para ter o 5G com todo o seu potencial.

NewVoice.ai – Como o 5G pode ajudar no desenvolvimento da internet das coisas (IoT).

Julio Sgarbi – Essa tecnologia é extremamente importante para o desenvolvimento da IoT, pois está baseada nos pilares de cobertura com alta velocidade de transmissão de dados, na baixa latência e na capacidade de trabalhar com uma quantidade massiva de elementos.

NewVoice.ai – Vemos hoje um movimento de uso da tecnologia de voz, com os assistentes de voz como o Google Assistente e Alexa. Como o relatório considera esse tipo de solução?

Julio Sgarbi – Você deu aí um exemplo interessante que é a busca por voz. O que o estudo acaba trazendo é o zero busca, onde claramente se fala de voz. No futuro, você não vai precisar usar mais botão ou teclado. Simplesmente vai falar com os dispositivos para executar as ações por voz. O relatório também fala em comunicação sem atrito, focado na relação entre empresas e clientes, sem fronteiras, rompendo barreiras de linguagem.

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Voz do Expert

Topo