Siga-nos

Alexa, uma IA cada vez mais brasileira

Alexa

Assistentes de Voz

Alexa, uma IA cada vez mais brasileira

Ricardo Garrido faz um balanço de 2020 e aponta os rumos para a evolução da assistente de voz da Amazon no país

Ninguém tem dúvidas de afirmar que 2020 foi duro para todo mundo. A pandemia do coronavírus isolou todos nós por muito tempo. E nessa hora, os assistentes de voz fizeram uma grande diferença para nos aproximar de tudo, da família, dos amigos e do trabalho. E a Alexa, com apenas um ano na versão em português, fez bem a lição de casa.

Os números revelam bem a evolução e a entrada da assistente de voz da Amazon na vida dos brasileiros, sempre com a preocupação de ficar cada vez mais brasileira. Já são mais de 1,6 mil skills, mais de 300 dispositivos compatíveis com a Alexa e sete devices próprios, como os produtos da linha Echo Dot.

“Nossa visão é que a Alexa esteja em todos os lugares. Além disso, no Brasil trabalhamos para que a Alexa seja a inteligência artificial mais brasileira”, destaca Ricardo Garrido, country manager Amazon Alexa Brasil. E a assistente está cada vez mais integrada por aqui.

Só o cumprimento “Alexa, bom dia” foi dito mais de 9 milhões de vezes por clientes brasileiros, no espaço de um ano de vida da versão em português. O “Alexa, que horas são” também foi perguntado mais de 9 milhões de vezes. E os brasileiros perguntaram pela temperatura cerca de 3,5 milhões de vezes.

Nesta entrevista exclusiva, Garrido aponta como uma das tendências o aumento da automação residencial com uso de dispositivos compatíveis com a Alexa. Confira a conversa com ele:

NewVoice – Que cenário é possível fazer para o uso dos assistentes de voz no Brasil em 2021?

Ricardo Garrido – As pessoas estão cada vez mais conectadas e mais familiarizadas com a tecnologia de inteligência artificial. Após um ano desafiador como esse, que mudou os hábitos de todos e trouxe um aumento na utilização de tecnologia, a tendência é que IA esteja cada vez mais presente no dia a dia dos brasileiros, trazendo muito mais conectividade, informação, entretenimento, praticidade e conforto para suas vidas. Uma tendência que vemos é o aumento da automação residencial com uso de dispositivos compatíveis com Alexa, como lâmpadas, plugues e interruptores.

NewVoice – Você acredita que as empresas estarão mais propensas a investirem no desenvolvimento de assistentes de voz para suas marcas?

Ricardo Garrido – Se você se refere a usos da Alexa por marcas, concordo plenamente. Temos visto diversas skills criadas por marcas como Nestlé, Natura, Colgate, entre outras, fazendo muito sucesso e criando uma conexão entre as marcas e seus clientes por meio da Alexa. Com o Prêmio Alexa de Acessibilidade, criamos ainda mais oportunidades de aproximação, desta vez com o intuito de que desenvolvedores de skills pensem em usos criativos da IA para pessoas com deficiência.

NewVoice – A Amazon tem planos de trazer novos dispositivos para o país? Quais?

Ricardo Garrido – A internacionalização de nossos produtos é importante para a Amazon, mas não temos nada a anunciar no momento. Vale ressaltar que em 2020 aumentamos o catálogo de dispositivos com Alexa de três que tínhamos no lançamento em 2019, para sete – Echo, Echo Dot, Echo Dot com relógio, Echo Show 5, Echo Show 8, Echo Studio e Fire TV Stick Lite.

NewVoice – Qual é o roadmap para a adoção de novas funcionalidades na versão em português?

Ricardo Garrido – A internacionalização de todos os nossos produtos e serviços é extremamente importante – Alexa e Echo não são diferentes. Nossa visão é que a Alexa esteja em todos os lugares. Além disso, no Brasil trabalhamos para que Alexa seja a inteligência artificial mais brasileira. Fizemos diversos lançamentos de funcionalidades ao longo de 2020, como oferecer aos clientes opções gratuitas para ouvir música no Spotify ou Amazon Music, podcasts com Apple Podcasts, Amazon Music ou Spotify, inclusão de informações sobre COVID-19, acompanhamento em tempo real das eleições municipais com uma parceria com UOL, chegamos a mais de 1.600 skills, e continuamos trabalhando para melhorar a experiência para clientes brasileiros.

NewVoice – Como avalia o ano de 2020, muito impactado pela pandemia?

Ricardo Garrido – Esse foi um ano desafiador em todos os setores. A rotina de muita gente mudou e a IA está se tornando cada vez mais uma grande aliada do brasileiro para as tarefas diárias. Casa conectada é uma das funcionalidades mais utilizada pelos brasileiros na Alexa, que desde o lançamento contou com produtos oferecidos por diversas marcas de dispositivos inteligentes, como Positivo, Intelbras, D-Link e TP-link, permitindo conectividade com lâmpadas, controles remotos em infravermelho, câmeras, tomadas, fechaduras e até aspiradores de pó. Hoje, são mais de 300 dispositivos inteligentes compatíveis com Alexa. Basta ter um Echo Dot e uma lâmpada inteligente para iniciar uma automatização residencial.

Além disso, acredito que desempenhamos um papel significativo no atendimento aos clientes e à comunidade durante esse período, e estamos trabalhando continuamente para fornecer informações precisas e oportunas de fontes oficiais do governo e de notícias. Hoje, Alexa fornece informações sobre a COVID-19 de autoridades de saúde confiáveis, incluindo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças e a Organização Mundial da Saúde, bem como fontes de notícias confiáveis, e continuará a adicionar orientações oficiais e informações relacionadas à COVID-19 para ajudar a manter os clientes informados no futuro.

NewVoice – Que balanço é possível fazer da Alexa no Brasil em 2020?

Ricardo Garrido – Estamos muito satisfeitos. Celebramos o primeiro aniversário de lançamento da Alexa no Brasil, que adquiriu cada vez mais conhecimento e se tornou mais inteligente a cada dia. Tudo começou em 2019, com os primeiros dispositivos da família Echo lançados – Echo, Echo Dot e Echo Show 5 -, e também o aplicativo Alexa gratuito para smartphones e tablets. De lá para cá, lançamos quatro novos dispositivos com Alexa – Echo Show 8, Echo Dot com Relógio, Echo Studio e Fire TV Stick Lite. Recentemente, também anunciamos a nova linha de dispositivos Echo, que são a 4ª geração, como o novo Echo, novo Echo Dot e novo Echo Dot com Relógio. Sem falar no Echo Show 10, que chegará em breve.

Em agosto, outro grande destaque, a Amazon lançou o Prêmio Alexa de Acessibilidade, em parceria com AACD, Fundação Dorina Nowill para Cegos e Instituto Jô Clemente, para ajudar a dar visibilidade e apoiar pessoas com deficiências com uso da tecnologia. Até o momento, muitas skills já estão inscritas no Prêmio e, as que foram certificadas, disponíveis na loja de skills da Amazon.

Existem também os dispositivos com Alexa integrada, de outras marcas, como as Smart TVs da Samsung e da LG, fones e smart speakers que permitem a interação com a inteligência artificial da Amazon. São mais de 110 dispositivos como esses disponíveis aqui no Brasil, além de veículos do Grupo BMW Brasil que hoje em dia têm integração com Alexa para uso durante os trajetos.

NewVoice – Como analisa o avanço da casa conectada na vida dos brasileiros e como a Alexa tem se posicionado nesse segmento?

Ricardo Garrido – Como falei anteriormente, já são mais de 300 dispositivos de marcas variadas compatíveis com Alexa e disponíveis no Brasil. A página amazon.com.br/casainteligente oferece diversas opções de dispositivos para quem quer começar a conectar seu dia a dia com Alexa.

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Assistentes de Voz

Topo