escuro

A emoção pela voz

Reconhecer o estado de ânimo do motorista, enquanto ele dirige. Eis o que é possível com o conjunto de recursos batizado pela Nuance Automotive, braço da Nuance Communications, de Emoção AI, lançado pela primeira vez em 2018 e, agora, apresentado na edição deste ano do CES, que aconteceu, nos Estados Unidos, em janeiro. A partir do rastreamento ocular do carro, do reconhecimento facial e da análise das expressões dos usuários, a tecnologia faz o ajuste das emoções do motorista.

O objetivo da empresa é tornar os assistentes de voz mais humanos em suas interações. A tecnologia utiliza reconhecimento de emoções por meio da expressão facial e voz, registrando o humor ou o comportamento do motorista. Assim, pode-se adaptar o Just Talk, assistente virtual da empresa, para falar e reagir a uma pessoa quando existe uma interação com ela.

“Se o carro detectar que estou realmente de bom humor, ele será muito mais detalhado e usará uma espécie de expressão mais natural”, exemplifica Robert Policano, gerente de produtos da Nuance. O recurso que muda a interação do assistente de voz é o ajuste com base em dicas emocionais, que podem ser ensinadas a um assistente de voz.

No caso dos humanos, isso é feito de maneira natural, ao contrário dos computadores. Porém, algumas sugestões editoriais podem ser ensinadas a um assistente de voz para que ele reaja ao ser humano de uma maneira que esteja melhor alinhada com o humor, a tarefa e a situação.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share