escuro

Google investiga violação de dados no assistente de voz

O Google se manifestou esta semana sobre o relatório publicado pela VRT NWS que revelou que terceirizados são usados para transcrever gravações de comandos do Google Assistente. A rede pública de radiodifusão belga informou que ouviu mais de 1 mil gravações, sendo que 153 deles trazem informações altamente pessoais. Ou seja, aproximadamente 15% de todas as gravações.

O Google confirmou que um dos especialistas terceirizados violou a política de segurança de dados, vazando informações confidenciais de áudio holandês. A empresa informou que está investigando a questão para tomar as medidas necessárias.

“Estamos realizando uma revisão completa de nossas salvaguardas nesse espaço para evitar que uma má conduta como essa aconteça novamente”, declarou o Google no post publicado.

Em post publicado em seu blog, o Google explicou que, para desenvolver a tecnologia de fala, mantém parcerias com especialistas em idiomas em todo o mundo.

Segundo a empresa, esses profissionais “a analisam e transcrevem um pequeno conjunto de perguntas para ajudar a compreender melhor esses idiomas”. O Google contou que esses terceirizados analisam apenas cerca de 0,2% de todos os trechos de áudio.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share