escuro

Veículos de comunicação oferecem conteúdo via Alexa

G1 e rádio Jovem Pan, por exemplo, disponibilizam notícias e boletins de áudio produzidos por jornalistas

Por Ricardo Linhares

A chegada da Alexa ao Brasil, na última semana, fez com que grandes empresas de comunicação começassem a oferecer ao público conteúdos acessíveis via assistente de voz. Em seus sites, vários veículos explicam o passo a passo de como aproveitar a novidade, desde a necessidade de compra de um smart speaker Amazon Echo e a instalação do aplicativo no celular até a forma de encontrar e ativar o uso dos respectivos conteúdos.

O site do G1, por exemplo, explicou que os usuários podem receber informações de duas maneiras, dependendo do horário que estejam acessando o dispositivo: notícias lidas na voz da própria Alexa e boletins de áudio feitos pelos jornalistas.

Os boletins têm duração máxima de três minutos e são feitas, pelo menos, quatro atualizações por dia. Além disso, quem curte esportes pode configurar a Alexa para mostrar os destaques do GloboEsporte.com.

O site da rádio Jovem Pan foi pelo mesmo caminho, explicando que basta perguntar a Alexa “Quais são as notícias da Jovem Pan?” para o aplicativo abrir os principais destaques do dia. Dependendo do horário, as notícias serão lidas na voz da própria Alexa ou a assistente dará play no “Direto da Redação”, que são boletins de áudio feitos pelos repórteres do Grupo Jovem Pan com duração média de dois minutos.

Ao pesquisar as skills do Alexa é possível encontrar outras empresas de comunicação oferecendo conteúdos noticiosos, como O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e UOL Esporte. Outra novidade na área de comunicação, porém voltada para entretenimento: a Alexa terá histórias exclusivas da Turma da Mônica.

Os usuários também podem pedir ao assistente de voz para tocar músicas, fazer ligações, informar a previsão do tempo, comprar produtos, por exemplo, em muitas das skills anunciadas após o lançamento da versão da Alexa em português. A assistente de voz já possui cerca de 300 skills no Brasil de empresas como Bradesco, Cinemark, Itaú, iFood, Nestlé, Latam, Uber e Unilever, entre outras.

Tudo indica que esse número se multiplique rapidamente, pois 49% dos usuários de smartphone em nosso país já utilizam assistentes de voz – segundo o estudo “Latin America Finds its Voice”, da agência de marketing digital iProspect – e a chegada da Alexa irá impulsionar essa tendência.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share