escuro
Assistentes de voz

Assistentes de voz na briga de anúncios no Super Bowl

Amazon coloca Alexa no centro da civilização, enquanto o Google Assistente faz peça com tom sentimental

Enquanto os times se preparam para a final da Super Bowl, no domingo, 2 de fevereiro, e a torcida vive a expectativa pela partida, uma outra disputa acontece fora do campo. Os principais assistentes de voz do mercado lançaram, antes da final, suas campanhas publicitárias. No seu anúncio, a Amazon faz da Alexa o centro da civilização. Já o Google Assistente criou sua peça em torno de uma história sentimental.

“O que você acha que as pessoas fizeram antes da Alexa?” é a pergunta que motiva o anúncio da Amazon para o Super Bowl, destacando as coisas que a sua assistente de voz pode fazer. Por traz da peça, a empresa busca separar a civilização da barbárie. De forma inteligente, o anúncio procura mostrar o que a Alexa pode fazer.

O Google adotou no seu anúncio do Google Assistente para a final do Super Bowl um tom sentimental, usando a personagem “Loretta” para contar a história de um homem que usa o assistente de voz para manter viva a memória do seu amor. Segundo o Google, uma peça que traz traços em comum com o anúncio “Parisian Love” de 10 anos atrás.

A ideia, nos dois casos, foi falar de histórias de amor contadas a partir das lentes dos produtos Google, sendo ambos inspirados em pessoas reais. A voz que se ouve em “Loretta”, por exemplo, é a do avô de um googler, cuja história motivou a criação do anúncio.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share