Siga-nos

Alexa Voice Service tem novas regras de segurança

Assistentes de Voz

Alexa Voice Service tem novas regras de segurança

Novos requisitos definem o que os fabricantes precisam incluir em seus produtos para poder acessar a Alexa

A partir de 1º de agosto deste ano, a Amazon colocará em vigor as novas regras de segurança para dispositivos que usam o Alexa Voice Service (AVS). Os requisitos definem o que os fabricantes precisam incluir em seus produtos para poder acessar a Alexa.

Pelo primeira vez, as atualizações usam a combinação de todos os kits de desenvolvimento de software AVS, incluindo o Alexa Smart Screen e o Alexa Auto. A segunda etapa das mudanças acontecerá um ano depois.

Para melhorar a segurança dos dispositivos Alexa, a Amazon estabeleceu uma combinação de requisitos de hardware e software, além de novas diretrizes para verificar e manter a segurança.

Do lado do produto, os futuros dispositivos AVS precisarão de uma combinação de recursos de segurança, além de mecanismos criptográficos baseados em hardware.

As regras da Amazon para a parte de software são um pouco mais amplas. A empresa incentivou os fabricantes de produtos a modelarem e testarem possíveis problemas de segurança e fazerem pesquisas com fornecedores para garantir que eles não representem uma vulnerabilidade.

Além disso, os fabricantes de dispositivos precisam contratar um especialista independente para verificar e certificar que os dispositivos estão seguros antes de serem lançados sempre que houver uma grande atualização. A combinação de todas essas etapas será necessária para toda empresa que queira usar qualquer um dos recursos de voz da Amazon.

“Os dispositivos conectados dependem de sistemas operacionais embarcados complexos e várias camadas de software de aplicativo”, explicou a Amazon em uma postagem no blog sobre as novas regras.

Clique para comentar

Deixe suas impressões

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias de Assistentes de Voz

Topo