escuro
Alexa

Usuário pode falar com a Alexa sem precisar de comando

Suporte para palpites faz com que assistente controle casa conectada de forma proativa

A Amazon anunciou nesta sexta-feira, 11 de dezembro, que a Alexa vai começar a realizar tarefas a partir de palpites, sem que o usuário precise fazer qualquer comando. 

De acordo com um post no blog de desenvolvedores da Alexa, o suporte para palpites da assistente de voz utiliza uma integração com a API Home Skill. Isso faz com que ela se comunique com todos os dispositivos de uma casa conectada de forma proativa. 

Com esses palpites, os usuários podem permitir que a assistente de voz controle, sem a necessidade de comandos, todos os dispositivos integrados à Alexa. Ou seja, com essa nova função a assistente pode, por exemplo, desligar automaticamente as luzes ou ajustar a temperatura do termostato quando perceber que as pessoas estão longe de casa ou dormindo. 

Além disso, essa função de palpites tem a capacidade de aprender com os padrões de uso dos usuários. Por exemplo, quando é pedido para que a Alexa ajuste as lâmpadas para uma determinada luminosidade ou o termostato para uma determinada temperatura. Nesses casos, a assistente de voz vai desenvolver relatórios para fazer os próprios ajustes quando ninguém estiver por perto. 

Segundo o blog, fabricantes de lâmpadas inteligentes, como Philips Hue, TP-Link, LIFX, Sengled e IKEA já habilitaram a função de palpites. 

Ainda em fase de testes, os desenvolvedores disseram que em breve a Alexa vai possibilitar o modo de economia de energia dos aquecedores de água. Da mesma forma como nos outros dispositivos, a assistente de voz vai gerar automaticamente o palpite para ligar ou desligar o aquecedor caso o usuário esteja em casa. 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share