escuro

Assistente de voz para o folião fazer a festa

Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu, diz a letra da música de Caetano Veloso. Na paráfrase, “só não vai atrás dos blocos quem não quiser”. Neste Carnaval, o folião tem no assistente de voz inteligente, integrado ao Google Assistente, um aliado para se divertir à vontade em milhares de blocos.

Nos quatro dias da festa de Momo, o folião terá nas mãos informações sobre o desfile de blocos em sete cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis, Salvador, Recife e Olinda, num total estimado em cinco mil blocos. E como o assistente de voz “Blocos de rua” vai ajudar a quem vai cair na folia?

A solução, desenvolvida pelo trabalho conjunto entre a agência benext, o Google e o Blocos de Rua, do grupo Mexerica, tem três formas de entregas principais. O folião só precisa dizer: “Ok Google, falar com blocos de rua”

A primeira é o recurso da geolocalização, bastando a pessoa dizer em que estado ou cidade está para pedir ao assistente a lista de blocos próximos dele. A solução, quando o usuário abre o Google Maps, traça até a rota mais simples para o folião chegar até o local, listando os blocos de cinco em cinco.

Outro recurso permite que a qualquer momento o usuário interaja com o assistente para pegar um detalhe sobre um bloco, além de ter acesso a links de notícias sobre aquele desfile. Na consulta ao assistente, o folião pode pedir ainda a programação de desfiles do dia, com seus horários, habilidade importante uma vez que em lugares como o Rio de Janeiro e São Paulo acontecem, às vezes, desfiles simultâneos de 100 blocos em várias áreas dessas cidades.

Para Brunno Gens, sócio-diretor da agência benext, o grande desafio foi implementar o assistente virtual em apenas 10 dias, um prazo curtíssimo. Ele destaca a integração ativa do trabalho com o Google e com a equipe do Blocos de rua para a agência concluir o projeto no prazo.

“Esta parceria envolveu todas as etapas, desde o desenho do fluxograma do projeto aos testes de usabilidade, passando pela definição da persona e da fraseologia”, explica Gens. Segundo ele, na parte técnica, o maior esforço aconteceu na integração com a base de dados do Blocos de rua, pois era preciso adaptar o conteúdo para uma interface amigável por voz.

O assistente de voz Blocos de Rua foi treinado para dar respostas ao usuário dentro do contexto Carnaval dos blocos das cidades cobertas. Na preparação para interpretar o que o usuário fala, a benext montou uma base de possíveis interações para o assistente responder a diversos tipos de perguntas.

“Obviamente não se consegue cercar tudo de uma vez só. Por isso, vamos mexendo na action, estruturando ela melhor no decorrer do tempo”, observa Gens. Ele acrescenta que os ajustes serão feitos durante o Carnaval para atualizar a base de cadastro dos blocos e sugerir mais opções de respostas e interpretações, se for preciso.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
0
Share