escuro
Pesquisa

Pesquisa faz raio-x de quem cria chatbots e voice bots

Profissionais que trabalham nessas indústrias têm até o dia 30 de novembro para participar de mapeamento inédito

Qual é o tipo de profissional? De que forma ele trabalha? Qual é o seu nível salarial? O que pensa sobre plano de carreira? Qual é o seu nível de satisfação com o trabalho? Quais são as oportunidades e desafios?

Atrás de respostas para perguntas como essas, a comunidade Bots Brasil prepara o 1º Mapeamento de Perfis de Profissionais das Indústrias de chatbots e voicebots, uma pesquisa inédita sobre quem atua no crescente mercado de IA conversacional no país.

A pesquisa tem como objetivo ajudar as pessoas e as empresas a entender, recrutar e desenvolver melhor os profissionais para atuarem nessa indústria. Quem quiser participar do mapeamento tem até a próxima segunda-feira, 30 de novembro, para responder o formulário. A pesquisa conta com o apoio do NewVoice.

“Há inúmeras opiniões e pensamentos em relação ao mercado de chat e voz no Brasil, mas não temos dados ou outras evidências estruturadas que nos ajudem a entender o perfil das pessoas que trabalham nesse mercado como um todo”, comenta Caio Calado, do Bots Brasil.

O mapeamento, previsto para ser feito todo ano, vai considerar opiniões e perfis de profissionais de todos os níveis e áreas das indústrias de chatbot e voicebot, como produto, tecnologia e negócios, por exemplo. Quem trabalha ou atuou nos últimos 12 meses nesses mercados pode responder a pesquisa.

Como resultado final, a pesquisa vai gerar um relatório, cuja publicação está prevista para meados de dezembro. A ideia é compartilhar os aprendizados e percepções sobre os dados coletados, além de reflexões e sugestões que ajudem no desenvolvimento dessa indústria.

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
1
Share