escuro
Matter

Conheça o Matter, o padrão para casa inteligente

Protocolo tem como objetivo padronizar o uso dos dispositivos domésticos inteligentes por meio de qualquer assistente de voz

Com a presença cada vez mais comum dos assistentes de voz na vida das pessoas, as casas inteligentes têm se tornado uma realidade do nosso dia a dia. Uma projeção da consultoria Statista aponta que o número de residências ativas deve chegar a quase 600 milhões no mundo, até 2026, com um volume de negócios estimados em US$ 210 bilhões.

Diferente de como era antigamente, agora basta você comprar, por exemplo, um smart speaker com Alexa para começar a controlar uma série de dispositivos inteligentes de sua casa pela voz ou, até mesmo, por movimento em alguns casos. 

Hoje em dia existem milhares de aparelhos para instalar em uma casa inteligente, como lâmpadas, câmeras de segurança, fechaduras, tomadas, geladeiras, smart TVs e ventiladores, que nem sempre são compatíveis com todos os assistentes de voz do mercado. 

Em busca de superar essa barreira, há dois anos, Amazon, Google, Apple e Samsung fizeram uma parceria com a Connectivity Standards Alliance (CSA), antes conhecida como Zigbee Alliance, para criar o Project Connected Home over IP (CHIP). 

O projeto ganhou o nome oficial de “Matter” somente em 2021. Segundo a CSA, mais de 200 empresas globais e cerca de dois mil indivíduos já fazem parte do projeto. A expectativa é que o projeto seja lançado em 2022.

Amazon

A iniciativa nasceu com objetivo de padronizar o uso dos dispositivos domésticos inteligentes por meio de qualquer assistente de voz. Assim, os usuários não precisarão se preocupar se um aparelho funciona apenas com a Alexa ou Google Assistente, por exemplo.

Como linguagem comum para a comunicação entre os dispositivos, o Matter busca tornar mais simples o sistema de casa inteligente, da compra ao uso final. Na prática, a ideia é que dos dispositivos inteligentes funcionem entre si, em plataformas e ecossistemas, não importando quais sejam os desenvolvedores.

Uma outra característica interessante que vem com o Matter é o chamado controle Multi-Admin. Com ele, você pode conectar e usar simultaneamente quantos sistemas desejar. Desse modo, será possível, por exemplo, usar a Siri, a Alexa ou a Bixby para controlar a mesma lâmpada.

Os dispositivos com o selo “Matter” funcionarão por meio de três tecnologias: Bluetooth LE (de baixo consumo energético), Wi-Fi e o, ainda recente, protocolo de rede Thread mesh. Essa tecnologia é útil, principalmente, para aparelhos que usam uma baixa banda larga e que estão conectados entre si, como dispositivos de segurança e de movimento.  

Por enquanto, algumas categorias de produtos já foram confirmadas para integrar o Matter, entre elas estão: lâmpadas, interruptores de luz, controladores de iluminação; plugues e tomadas; fechaduras; termostatos e outros controladores HVAC; persianas e cortinas; sensores de segurança doméstica; controladores de porta de garagem; ponto de acesso sem fio e pontes; e televisores e reprodutores de streaming de vídeo.

Suporte das plataformas

Com o envolvimento das grandes plataformas de casa inteligente (Amazon Alexa, Google Home, Apple HomeKit e SamsungThings), o mercado vive a expectativa de uma revolução nesse tipo de sistema. As quatro se comprometeram a oferecer suporte ao Matter. Com isso, será possível usar seus aplicativos, alto-falantes, monitores inteligentes e assistentes de voz como controladores dos dispositivos.

Ao longo deste ano, as principais empresas que integram o Matter revelaram em seus eventos quais dispositivos inteligentes serão atualizados para o padrão de casa inteligente. Durante o Alexa Live, a Amazon disse que todos aparelhos Echo receberão o protocolo. Segundo a empresa, os únicos aparelhos que serão excluídos da atualização são o Echo Tap e o Echo Dot da primeira geração.

Outra empresa que se comprometeu com o Matter foi o Google, que atualizará automaticamente todos os smart displays e smart speakers da linha Nest quando o Matter for lançado. Já a Apple também disse que todas as APIs HomeKit existentes funcionarão automaticamente com acessórios habilitados para o Matter.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share