escuro
casa inteligente

Apartamentos inteligentes vão gerar US$ 13 bi em negócios até 2030

Pesquisa estima que, entre 2022 e 2030, a taxa composta de crescimento anual será de 50%

Os fornecedores de produtos e soluções para casas inteligentes começam a mirar o segmento de apartamentos inteligentes. Uma pesquisa divulgada pela ABI Research projetou que esse mercado será de US$ 13 bilhões daqui a oito anos. Entre 2022 a 2030, a consultoria estima uma taxa de crescimento anual composta de 50%.

Segundo o estudo Smart Apartments and Multiple Dwelling Units da ABI Research, um dos fatores para o crescimento desse mercado é a entrada de novos players que fornecem plataformas de gerenciamento doméstico inteligente para apartamentos individuais e áreas comuns dos prédios.

Antes, de acordo com a ABI Research, o segmento de casas inteligentes estava concentrado no fornecimento de uma série de dispositivos domésticos inteligentes, como termostatos inteligentes, fechaduras e sensores de água, por exemplo.

Casa inteligente

O estudo apontou que, agora, a demanda está se estendendo ao controle de voz e a uma série de outros dispositivos domésticos inteligentes.

“Até 2030, o mercado de apartamentos inteligentes representará uma oportunidade anual de US$ 4 bilhões para os fornecedores de dispositivos que podem adaptar suas ofertas de casas inteligentes às demandas do mercado”, destacou Jonathan Collins, diretor de Pesquisa de Casa Inteligente da ABI Research.

O estudo avaliou que, para aproveitar a nova oportunidade de negócios, os players terão que obter o apoio dos fornecedores de plataformas e proprietários dos edifícios.

Para Collins, o apartamento inteligente oferece aos players de casa inteligente a oportunidade de vendas em massa B2B, em um mercado até agora dominado pelos negócios B2C.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share