escuro
5G

5G chega à cidade de São Paulo nesta quinta, dia 6 de agosto

Anatel recebeu mais de 1.378 pedidos de licenciamento na faixa de 3,5 GHz, quase o triplo do mínimo necessário

A partir desta quinta-feira, 4 de agosto, as prestadoras que adquiriram a faixa de 3,5 GHz na licitação de 5G, em 2021, poderão ativar estações com a tecnologia de quinta geração na cidade de São Paulo.

Até terça-feira, 2 de agosto, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já havia recebido 1.378 pedidos de licenciamento na faixa de 3,5 GHz, quase o triplo do total de antenas que deverão ser instaladas no município neste ano.

Segundo as regras do edital da Anatel, nessa primeira fase, seriam necessárias, no mínimo, 462 estações ativadas até o dia 29 de setembro.

O número de pedidos de licenciamento de estações para a ativação do 5G standalone na cidade de São Paulo já representa cerca de 30% do total de estações atualmente ativas (4.592), informou a Anatel

A Agência explicou que isso ao Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi) estimar a cobertura em 25% da área urbana de São Paulo, uma vez que a propagação na faixa do 3,5 GHz é menor.

A maior concentração de antenas no está no Centro Histórico, na região da Avenida Paulista e no Itaim Bibi. Já os bairros da Aclimação, da Mooca e do Brás, por exemplo, terão cobertura menor no início do processo.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share